JUSTIÇA

Agosto lilás: HRSP enfatiza a importância dos canais de denúncias de violência contra a mulher

Estamos no mês de conscientização sobre à violência contra a mulher – o Agosto Lilás. A campanha foi criada com base na Lei Maria da Penha, sancionada em sete de agosto de 2006. As denúncias de violência contra a mulher podem ser feitas em delegacias e órgãos especializados. Os casos podem ser denunciados pela própria vítima ou por qualquer pessoa que identificar a situação.

As profissionais de psicologia e assistência social do Hospital Regional São Paulo (HRSP) esclarecem que o Agosto Lilás nasceu com o objetivo de alertar a população sobre a importância da prevenção e do enfrentamento à violência contra a mulher, incentivando as denúncias de agressões, que podem ser físicas, psicológicas, sexuais, morais e patrimoniais. Para a Organização Mundial da Saúde (OMS), o tema é tratado como questão de segurança pública. 

Dentre os canais de denúncia, está o telefone 180, central de atendimento à mulher, que funciona 24 horas por dia, é gratuito e confidencial. O canal recebe as denúncias e esclarece dúvidas sobre os diferentes tipos de violência aos quais as mulheres estão sujeitas. As manifestações também são recebidas por e-mail, no endereço ligue180@spm.gov.br.

Mesmo que a vítima não registre ocorrência, vizinhos, amigos, parentes ou desconhecidos também podem utilizar o Ligue 180 ou ir a uma delegacia para denunciar uma agressão que tenham presenciado. Nos casos que precisam de ação imediata, a polícia deve ser acionada, por meio do 190. Denúncias também podem ser feitas pelo site da Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos (ONDH), Telegram e WhatsApp (61) 99656-5008.




VEJA TAMBÉM