JUSTIÇA

Entrevista exclusiva com a catarinense Ana Cristina Blasi - única mulher indicada ao cargo de desembargadora do TRF4

O portal Sou Catarina entrevistou com exclusividade Ana Cristina Blasi - advogada catarinense que está entre os três nomes indicados pelo plenário do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), para ocupar o cargo de desembargadora.

A lista tríplice, também conta com os nomes de Marcelo Machado Bertoluci (RS) e Alaim Giovani Fortes Stefanello (PR). Os três nomes já estão à disposição do Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, que tem a prerrogativa constitucional de nomear o novo integrante do Tribunal Federal.

Confira as expectativas de  Ana Cristina Blasi, na entrevista a seguir.


Ana, você está entre os três nomes indicados ao Presidente da República, como opção para assumir o cargo de desembargadora do TRF. Essa indicação já ocorreu há alguns dias e o anúncio está prestes a ocorrer. Como está sua expectativa?
O processo de nomeação de um desembargador ou desembargadora federal é um ato complexo. São três fases distintas, cada qual com suas peculiaridades.
Como o Tribunal Regional Federal da 4ª Região, no qual pleiteio a vaga, é formado pelos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, a primeira fase inicia-se com a votação da chamada lista sêxtupla constitucional pelo Conselho Federal da OAB, sediado em Brasília.
Em seguida, o Pleno do TRF4 vota a lista tríplice e, por último, a nomeação pelo Presidente da República.
Para mim, participar desse processo tem sido uma verdadeira jornada. Um caminho, que se iniciou há anos, às vezes tortuoso, às vezes sublime e para o qual me preparei por muito tempo. Significou vencer os medos, encarar meu mais profundo desejo e seguir em frente.

Além de ser a única catarinense, também é a única mulher indicada. Isso é motivo de muito orgulho para nosso Estado. Como você avalia sua ascensão em um território que historicamente foi masculino?
Estou muito feliz em representar toda a advocacia catarinense na lista tríplice.
Encaro esse fato com uma enorme responsabilidade, pois estou numa posição de destaque e preciso honrar todo o excelente corpo de advogados do nosso Estado. E não só os atuais! Ao vencer as primeiras etapas do processo, represento também o legado dos advogados e advogadas que me precederam.
Minha ascensão profissional é resultado de um trabalho de longos anos, dedicação e entrega.
Gostaria que, ao encarar esse enorme desafio, possa inspirar a próxima geração de meninas e mulheres, que sonham em ocupar espaços em suas vidas pessoais e profissionais, a realizar seus desejos.

Estamos em ano eleitoral e muito se fala sobre uma maior participação das mulheres na política. Sua persistência e foco são características nítidas.
Que atributos, na sua opinião, deve ter a mulher que tem grandes sonhos e objetivos?
Acredito na perseverança e coragem. Não devemos desistir nunca, ainda que o que queiramos possa parecer ser inatingível!
É ter propósito. É acreditar em si mesma. É ser generosa consigo e com os outros.
E nunca, jamais, pararmos de estudar e de estarmos preparadas para quando a oportunidade chegar. Comungo com o que diz Oprah Winfrey: "sorte é estar pronto quando a oportunidade vem".




Conheça mais!
Ana Cristina Ferro Blasi é graduada e mestre em Direito pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Foi Juíza nomeada para o TRE/SC entre 2015 e 2017. Também já foi secretária-geral da Seção da OAB de Santa Catarina em 2013.
Já atuou como professora titular do curso de Direito da UFSC e de Direito Administrativo na Univali. É membro fundadora do grupo de Mulheres do Brasil, que incentiva o aumento da participação feminina na política brasileira e também participou da fundação do Instituto de Direito de Santa Catarina.
Em 2018, recebeu a medalha Mulher Cidadã da Câmara dos Deputados.
Recentemente, Ana Cristina Blasi lançou o livro "Da Torre de Marfim ao Vale do Silício - o papel decisivo da tecnologia e da inovação para universalizar o acesso à justiça e criar os novos líderes do direito brasileiro" (editora Appris). A obra destaca o papel da justiça, do direito e do advogado na era da informação e da tecnologia.



Fotos: Arquivo pessoal

 



Fale conosco ou participe do nosso grupo do WhatsApp




VEJA TAMBÉM



JUSTIÇA  |   02/08/2022 11h15





JUSTIÇA  |   30/07/2022 07h45