ARTE E CULTURA

Escritora catarinense lança romance inspirado em tragédia ocorrida na própria cidade

Superar a timidez e pronunciar em voz alta: "sou escritora." Talvez esse tenha sido o maior desafio da catarinense Vanessa Gramkow. Em entrevista exclusiva ao portal Sou Catarina, ela revelou que escreve desde a adolescência, mas que muitas vezes duvidou que poderia realizar seus sonhos: "Como eu, morando numa cidade pequena, e com pouco dinheiro, iria conseguir publicar um livro?"

Hoje, Vanessa possui quatro livros publicados pela plataforma Amazon e três impressos. Mas, como foi a trajetória até aqui?
A morada de Presidente Getúlio, explica que podemos não ter auxílio, mas, é "aí que devemos sair da nossa zona de conforto e nos desafiar a querer mais." Ela ainda complementa: "Todas as mulheres são mais fortes do que imaginam."

O último livro lançado pela escritora catarinense é o romance "A Bastarda". A obra foi inspirada em uma tragédia real - as fortes chuvas ocorridas em dezembro de 2020, na própria cidade de Presidente Getúlio - na região do Alto Vale do Itajaí. Na época, temporais e enxurradas provocaram a morte de 18 pessoas e deixaram dezenas de feridos e mais de 100 pessoas desabrigadas.

No livro, "A Bastarda", a escritora mistura a realidade da tragédia, com o drama de uma moça que descobre o passado misterioso de sua falecida mãe e o legado que lhe foi deixado em um reino distante. Uma nova vida, um príncipe, muitas lágrimas... "Esse livro escrevi para que lembrem que apensar de toda dor, sempre teremos alguém olhando por nós...", afirma.

Na entrevista ao portal Sou Catarina, Vanessa conta mais detalhes sobre essa obra e os livros anteriores. Confira!





Vanessa, conte sobre você.
Eu nasci na cidade de Presidente Getúlio (SC), onde resido com meu marido e meu filho. Sou uma pessoa que procura sempre estar feliz, de bem com a vida e com o que tenho, mas sempre persistindo e lutando por meus sonhos.

Qual sua história com a literatura? Sempre gostou de ler e escrever?
Escrevo desde adolescente em meus rascunhos, mas quando tomei coragem e lancei meu primeiro livro pela Amazon, "O Sabor do amor", abriu oportunidades, conheci vários escritores que cooperaram a cada dia aperfeiçoando esse meu dom, e assim a timidez foi ficando de lado e aos poucos estou conseguindo lançar mais livros, tanto pela Amazon como também impressos.





Você já coleciona algumas obras. Conte sobre elas.
Tenho já quatro livros publicados pela plataforma Amazon e três impressos. São eles: "O Sabor do Amor"; "O Treinador do meu Sobrinho"; "Momento Certo"; e "A Bastarda."

O Sabor do Amor
Sinopse: Qual é o sabor desse sentimento que todos nós queremos vivenciar? Bem, Manoela descobriu o amor enquanto curtia as férias com a amiga na praia, conhecendo Luís Gustavo por acaso e depois descobrindo que ele é o Luca, um cantor sertanejo famoso em todo o Brasil, e aproveitou o momento com ele, mas a fama acaba os distanciando. No entanto, Manu não guardou apenas lembranças desse amor e sua vida simples se tornou muito mais difícil, mesmo sendo humilde, enfrentou seus problemas e tentou ser feliz do seu jeito, nunca o esquecendo e nem imaginando que ele se lembraria dela por aquele simples sabor. O amor é um gosto incomparável por ser único e que poucas pessoas o sentem de verdade, não porque não o possuem ou não o anseiam, mas porque não se permitem de verdade ou não se dão conta. E pra você, que gosto ele tem? Qual é o sabor do amor?

O Treinador do meu Sobrinho
Sinopse: Duda aprendeu que a vida não era fácil, mas nunca se deixou abater pelos obstáculos. Conhecida por sua personalidade ousada, ela valorizava sua própria liberdade acima de quaisquer sentimentos. A vida estava sempre sob seu controle... até seu sobrinho, o jovem tenista Igor, garantir-lhe que André, seu treinador, seria o "homem ideal" para ela. Duda não acha que precisa de qualquer relacionamento sério, aliás, aprendeu que o amor não existe para todos, especialmente não para ela. Por isso, tudo soava muito divertido quando Duda soube que finalmente conheceria o "tão mencionado" André; o problema é que o tal "homem ideal" era um babaca que parecia muito disposto a irritá-la. Agora, Duda precisará lidar com as expectativas românticas de seu sobrinho, a monitoria estressante de sua irmã mais velha, o confronto com seu próprio passado doloroso e a verdade de que nunca é tarde para aprender a amar.

Momento Certo
Sinopse: Antes de morrer, a mãe de Natacha deixou uma carta revelando quem era seu pai. Agora, por determinação judicial, ela estava a caminho de outra cidade para viver com uma família até então desconhecida. Natacha prometeu voltar assim que completasse a maioridade, mas sua vida já não seria a mesma depois de conhecer seus parentes e atrair a atenção de Pedro, o pegador da cidade.
Pedro conseguiria mudar seu estilo de vida por essa garota? Natacha, vivendo intensamente, testará a teoria de que sempre escutou falar e acontecer com os outros... O que lhe faltou em tantos anos, ela finalmente terá? Só o amor poderá ajudá-la a enfrentar a realidade e alcançar a felicidade.

A Bastarda
Sinopse: Samira é uma jovem comum, que ama muito sua família. Feliz e cheia de boas expectativas, ela vive com simplicidade em Presidente Getúlio/SC. Quando uma tragédia atinge a cidade, Samira descobre o passado misterioso de sua falecida mãe. Afastada de seus irmãos, ela conhece o legado que lhe foi deixado no reino da Sécia. O que poderia ser um conto de fadas, incluindo um charmoso príncipe, se revela um intenso sofrimento. Forçada a assumir responsabilidades até então desconhecidas, Samira terá de lutar pelo direito de voltar ao Brasil e ao seu lar de origem. Haveria espaço, nesse caminho difícil, para viver um grande amor?





Qual o mais recente trabalho e sobre o que é o livro?
O meu mais recente trabalho é o meu livro "A Bastarda", que tem tanto na plataforma Amazon como impresso a venda comigo. Eu escrevi ele depois de passar pela tragédia que aconteceu aqui na minha cidade. Sempre quis escrever algo sobre bombeiros e desastre natural envolvendo romance, e com essa tragédia veio essa oportunidade de escrever. No entanto, perdi também pessoas muito queridas, e então esse livro escrevi para que lembrem que apensar de toda dor, sempre teremos alguém olhando por nós. E essa menina mulher que ficou aqui, é a princesa que ficou por alguma missão ainda a cumprir. Uma homenagem a ela, a essa pessoa. Não cito nomes, mas esse livro é para ela. Para dizer o quanto especial ela é, pois ainda tem algo aqui na terra a cumprir.

Como surge tanta inspiração para escrever?
Sempre tenho algumas histórias em minha mente e observando sempre algumas coisas, vou juntando os fatos na minha cabeça e começo a escrever.

Nas suas obras, que mensagem procura repassar?
Procure sempre fazer as pessoas acreditarem mais em si mesmas e o mais importante sem ter medo de ser feliz.




Neste universo de tecnologias, ainda há espaço para os livros? Como é a aceitação do público?
Sempre os livros vão ter espaço, pois também amo ler eles em plataformas, no entanto, ter ele nas mãos e folhear as páginas, sentir o cheiro, não ter preço. O público também gosta disso.

Olhando para a sua trajetória, o que mais lhe inspirou a seguir?
A autoras nacionais, a dedicação e simplicidade em ajudar quem está começando.




E para as mulheres que acompanham nossa entrevista, e que possuem sonhos e objetivos para alcançar, que mensagem você pode deixar?
No começo eu tinha receio de dizer que eu escrevia, que eu era uma escritora. Pois, como eu morando numa cidade pequena, e com pouco dinheiro iria conseguir publicar um livro? Pois, muitas vezes o investimento é maior que o lucro, no entanto o amor pela escrita é tão grande que não desisti desse sonho e não tive vergonha de batalhar e de pedir ajuda. Muitas vezes não temos por perto esse auxílio, é aí que devemos sair da nossa zona de conforto e nos desafiar a querer mais.
Lembrem-se: Todas as mulheres são mais fortes do que imaginam.


Fotos: Arquivo pessoal


Fale conosco ou participe do nosso grupo do WhatsApp




VEJA TAMBÉM



ARTE E CULTURA  |   15/07/2022 11h16





ARTE E CULTURA  |   25/06/2022 23h21


ARTE E CULTURA  |   31/05/2022 16h23