POLÍTICA

Yeda Crusius chama mulheres de SC para a vida política
Seminário recebeu mais de 140 mulheres de todo o Estado

Florianópolis recebeu neste sábado (14) o Seminário de Capacitação "Mulheres que Constroem um Brasil Melhor". O evento é uma iniciativa do Secretariado Nacional da Mulher/PSDB e está percorrendo todas as regiões do país estimulando e fortalecendo a presença feminina na política. O projeto é liderado pela presidente nacional do PSDB-Mulher, Yeda Crusius.

Na abertura do encontro, a ex-governadora do Rio Grande do Sul afirmou que Santa Catarina tem o potencial de ser o Estado que mais elegerá mulheres nestas eleições. Para isso, no entanto, é preciso investir na qualificação das candidatas.

"Devemos estar preparadas para estas eleições que, definitivamente, serão duras. Mas nós temos um lado, nós temos capacidade de acabar com este clima de guerra e somos nós, mulheres, que vamos levar o Brasil para frente e acabar com este clima de disputa eterna" aponta.

Yeda destacou ainda que é preciso investir na educação política das mulheres para que elas tenham liberdade de liderar esse processo. "Temos que dar um basta no fato de quererem regular o nosso voto, de dizerem em quem devemos votar. Nós somos capazes de criar um novo Brasil a partir do nosso voto" destacou.




A deputada Federal do PSDB catarinense e pré-candidata à reeleição Geovania de Sá destacou a baixa representatividade das mulheres em cargos políticos. "Apenas 11% das prefeituras no Brasil são lideradas por mulheres, 15% da Câmara Federal é composto por elas e apenas 13% das vagas no Senado são ocupadas por nós. Essa situação precisa melhorar para que o país volte a crescer", destaca.

"Somos nós que vamos colocar em prática as políticas sociais que vão nos tirar dessa situação. Por isso, nós precisamos deixar a zona de conforto, assumir a responsabilidade e saber que o nosso lugar é liderando as mudanças necessárias", aponta.



O Presidente do PSDB em Santa Catarina e prefeito de Concórdia, Rogério Pacheco, destaca os esforços do partido para aumentar a representatividade feminina na política. "Tenho orgulho de dizer que em Concórdia, onde sou prefeito, a maioria dos cargos de primeiro escalão pertence às mulheres. Elas estão na linha de frente do governo tomando as decisões necessárias para melhorar a nossa qualidade de vida", afirma. Pacheco destacou que ações como esta tentam mudar o fato de o Brasil estar no 115º lugar entre 140 países em representatividade feminina na política.

A coordenadora do PSDB-Mulher na região Sul, vereadora de Itajaí e pré-candidata a deputada estadual, Anna Carolina, destacou a capacitação das mulheres nas mais diferentes áreas da vida pública. "É comum vermos mulheres em pastas como a Assistência Social ou a Educação. Mas quando chegaremos a pastas como o Desenvolvimento Econômico e no Planejamento? É preciso avançarmos também nessas frentes", apontou.

Os cursos regionalizados já passaram por Goiás, Paraíba, Distrito Federal, São Paulo e Rio Grande do Sul. Com a força-tarefa, o Secretariado Nacional da Mulher/PSDB pretende identificar, qualificar e fortalecer candidaturas de mulheres, traçando como meta a eleição do maior número de deputadas estaduais, federais, senadoras e governadoras pelo PSDB.



Texto: Comunicação PSDB Mulher Nacional


Fale conosco ou participe do nosso grupo do WhatsApp




VEJA TAMBÉM



POLÍTICA  |   09/06/2022 13h44





POLÍTICA  |   31/05/2022 13h34


POLÍTICA  |   31/05/2022 11h52