SAÚDE

Estilo de vida saudável faz Jandia se sentir preparada para cargo de oficial de justiça

Natural de Machadinho, no Rio Grande do Sul, Jandia Sarmento Soder se considera muito mais catarinense do que gaúcha. Veio para Santa Catarina ainda criança. Em Campos Novos, já viveu mais da metade dos 41 anos. É na cidade meio-oestina que Jandia atua como oficial de justiça há uma década, completada no último mês de janeiro. Aventureira, gosta de trilha e já voou de parapente. Tem as práticas esportivas não apenas como hobbie, mas como atividade essencial para manter o corpo e a mente preparados para a atividade que exerce.




Ela começou cedo a cuidar da saúde. Aos 12 anos fez balé, depois vieram outros tipos de dança, corrida, crossfit, aulas de jump, muay thai e outras modalidades. Atualmente, os treinos na academia ocorrem em pelo menos três dias da semana. Faz musculação com acompanhamento de uma treinadora pessoal. "Percebi que com a idade o que resolve é a musculação. Se não fizer, cai tudo", brinca a servidora.
 
De um tempo para cá, o corpo começou a dar sinais de que faltava algo, apesar de Jandia ter como regra a boa alimentação. Então, ela buscou suplementação para complementar a dieta com os nutrientes necessários para um ótimo funcionamento corporal. Jandia não descuida da hidratação. "Ando agarrada com a garrafa. Tomo uns três litros por dia. Por conta da nossa função, que necessita andar bastante na rua, minha garrafinha está sempre comigo."




Ela diz que é uma pessoa agitada e faz mil coisas ao mesmo tempo, porém a correria do dia a dia não é desculpa para deixar de inserir hábitos saudáveis na rotina. "A gente tem que viver bem, com saúde e qualidade de vida para ter longevidade. Ainda mais na minha profissão, em que a gente precisa ter preparo físico. Se precisar correr de um cachorro, tem que estar forte e com saúde", fala com humor.

Como a oficial de justiça precisa dirigir por um longo trecho, muitas vezes até o interior da cidade vizinha, o fato de estar bem preparada fisicamente a ajuda a enfrentar as horas no volante. "Dirijo bastante e sozinha, por isso esse cuidado é fundamental. Na minha concepção, a saúde da gente é muito importante, e não só a do corpo como a mental. A atividade física ajuda muito a me manter saudável e a encarar a rotina dinâmica, manter a calma e não absorver problemas", revela.


 
Nas viagens para o interior não pode faltar água, protetor solar, frutas e uma marmita saudável. "Tenho ainda uma barrinha de proteína na bolsa, o que dá uma saciada na vontade de comer doce, meu ponto fraco. Quando os dias ficam tensos, recorro às barrinhas", conta a mãe de uma adolescente de 15 e de um menino de sete anos.  



Jandia é referência para a filha. "Ela acompanha nas trilhas, faz balé, vai à academia e cuida da alimentação. Muito mais regrada do que eu", diz. Uma vantagem de viver em cidade pequena é ter a possibilidade de comer em casa. Com isso, a mesa saudável é para toda a família. "Nós comemos bem. Sempre há verduras, legumes e saladas nas refeições", completa Jandia ao falar sobre seu estilo de vida.




Conteúdo: Assessoria de Imprensa/NCI
Responsável: Ângelo Medeiros - Reg. Prof.: SC00445(JP)



Galeria de Fotos:



Fale conosco ou participe do nosso grupo do WhatsApp




VEJA TAMBÉM






SAÚDE  |   25/04/2022 14h25