JUSTIÇA | Enfrentamento e prevenção à violência doméstica

Concurso de desenho aborda temática da violência contra a mulher em Chapecó

Em Chapecó, a Secretaria Municipal de Educação – Seduc promove, desde o ano de 2012, ações de enfrentamento e prevenção à violência doméstica, que envolvem de todos os estudantes do Ensino Fundamental da Rede Municipal de Chapecó. A temática é trabalhada de forma contínua nas escolas e, para 2021, uma das ações é o Concurso de Desenho para criação de uma logomarca que represente o combate à violência contra a mulher que faz parte do Projeto Parada Maria da Penha.


Para participar do Concurso, os alunos assistem as aulas para compreender todo o contexto da violência contra a mulher na sociedade, através de atividades lúdicas em sala de aula, conversas e estudo da legislação, pois, debater sobre a prevenção da violência doméstica contra a mulher promove a educação para a igualdade, por meio de informações e formações específicas, bem como, fornece embasamento suficiente para representar sua compreensão através da arte.

“Aqui na escola, trabalhamos a partir do teatro, as percepções da lei da Maria da Penha, na sequência, após o diálogo com os estudantes, eles ouviram um Podcast que aborda o assunto. Já, sobre a criação da logomarca, nós fomos relacionando o que é uma marca, quais são ao representações da mulher e o que poderia ser um símbolo para representação da mulher, desta forma, e eles migraram da Lei para as artes cênicas e visuais”, disse o professor Dyonathan de Morais.

Primeiramente, os desenhos serão avaliados por uma comissão organizada pela escola. Após esta etapa, as Instituições têm até dia 5 de julho para finalizar e entregar os trabalhos na Seduc, onde uma comissão irá selecionar os ganhadores. Os dois primeiros colocados terão seus desenhos transformados em adesivos que serão distribuídos a todos os estudantes, bem como à comunidade.

“A gente está trabalhando sobre a Maria da Penha. É uma lei para proteger as mulheres da violência e, se a gente souber de alguém que tá sofrendo, devemos denunciar ou ligar para o policial”, disse Ledy Carolina Vargas Dias, 10 anos, estudante do 5º ano.

O projeto é desenvolvido pela Secretaria Municipal de Educação e entidades parceiras, como Polícia Militar de Chapecó, Rede Catarina e OAB- Subseção de Chapecó.




VEJA TAMBÉM